Porque as lojas virtuais têm ganhado cada vez mais espaço


Ter uma loja virtual se tornou o objetivo de muitas pessoas, sendo um bom caminho para quem deseja ter o próprio negócio. Inclusive, o uso de dispositivos móveis e o surgimento da pandemia aumentaram consideravelmente o número de pessoas que compram pela internet.


De acordo com alguns dados levantados, o Brasil possui cerca de 150 milhões de usuários de internet, e além desse extenso número de internautas, a quantidade de pessoas que escolhem as compras virtuais não para de crescer.


Em agosto de 2020, o e-commerce havia crescido 47% em comparação a 2019. É possível entender que a pandemia colaborou com esse crescimento, mas se engana quem acredita que com a normalização, as pessoas deixarão de comprar.


Pelo contrário, mesmo com a pandemia sob controle, a tendência é que a população continue adquirindo produtos e até serviços nessa modalidade. Portanto, estamos falando de um mercado promissor e que tem atraído investidores mais experientes e donos de negócios tradicionais.


Pensando nisso, neste artigo, vamos mostrar as vantagens de ter uma loja virtual, como criar uma e como aprimorar uma que já exista. Confira!


Conheça algumas vantagens da loja virtual


Montar uma loja virtual tem sido o principal tipo de investimento para quem deseja ter o próprio negócio, conquistar uma renda extra e encontrar um trabalho que se encaixe em uma rotina corrida.


Também o fato de os brasileiros terem aderido a essa modalidade de compra durante a pandemia, fez com que mais pessoas se interessassem nela como um negócio rentável.

Pensando assim, por exemplo, uma empresa de controle de acesso pode oferecer seus serviços pela internet, para que o cliente faça a adesão totalmente online. E assim como qualquer organização virtual, esse tipo de negócio traz vantagens como:

  • Baixo investimento;

  • Funcionamento 24 horas;

  • Menor custo de manutenção;

  • Comodidade.

Ter um bom ponto para abrir o seu negócio pode ser custoso e trabalhoso, o que acaba por exigir um alto investimento. Além de gastar com a própria infraestrutura, o empreendedor precisa arcar com despesas de documentos e outras burocracias.


No meio digital, tudo é mais simples, bastando apenas adquirir um domínio, escolher uma boa plataforma, criar um bom layout, oferecer opções de pagamentos variadas e a loja está pronta para começar.


Mesmo com um baixo investimento, seu negócio estará disponível 24 horas por dia, o que significa que você pode vender e o cliente pode comprar a qualquer hora do dia ou da noite, todos os dias da semana.


Isso é muito importante, principalmente, porque o consumidor moderno está em busca de facilidade e agilidade, e as compras pela internet garantem tudo isso.

Pensando nos pontos citados anteriormente, uma loja virtual de etiquetas adesivas personalizadas tem menor custo de infraestrutura, além de não precisar de muito investimento para ser bem gerenciada.


Consequentemente, mantê-la é muito mais barato, pois o valor que você gastaria com aluguel é mais caro. Por fim, as pessoas têm uma rotina muito agitada, e o que elas mais desejam é praticidade na hora de fazer suas compras.


Em uma loja virtual, o consumidor moderno encontra exatamente aquilo que ele está procurando. Ele pode comprar, pagar e receber o produto no conforto do lar, nem precisa se deslocar.


Agora que você já conhece todas as vantagens das lojas virtuais, no próximo tópico, vamos mostrar como fazer para criar uma. Acompanhe a leitura!


Entenda como abrir uma loja virtual


Para criar uma loja online de sucesso e faturar, existe um passo a passo que você precisa seguir. Pensando nisso, listamos os principais pontos para isso. Sendo que entre eles estão os seguintes:


Escolher um segmento


Faça uma análise do mercado, principalmente, para decidir em qual segmento vai atuar. Mas no que diz respeito ao e-commerce, os tipos de produtos mais vendidos são:

  • Eletrônicos;

  • Perfumaria;

  • Calçados;

  • Esporte.

Para decidir, veja quais são os que estão em alta e aqueles com os quais você mais se identifica. Lembre-se, não tente vender roupas se você prefere trabalhar com etiquetas em branco.


Além de analisar quais são os segmentos em alta, estude com calma as tendências de consumo, ou seja, quais são as soluções que as pessoas mais buscam no momento.


Identificar o público-alvo


Toda empresa tem seu público-alvo, que são pessoas que possuem características em comum e que se interessam por determinado produto ou serviço.


Por exemplo, o público-alvo de uma loja de utensílios para o lar é diferente do seu uma loja de artigos esportivos. Para conhecer bem seu público-alvo, é necessário reunir informações como:

  • Dores;

  • Necessidades;

  • O que consomem;

  • Desejos.

Ao saber dessas informações, fica mais fácil se comunicar com essas pessoas e elaborar boas estratégias de marketing para o seu negócio online.


Encontrar uma boa plataforma


Se você decidiu, por exemplo, que vai vender mochilas promocionais e já determinou o seu público-alvo, chegou o momento de começar a montar sua loja.


Aqui temos duas opções, sendo investir no desenvolvimento de um site ou usar uma plataforma e-commerce. A primeira opção é mais flexível em relação à customização, mas é um projeto mais caro.


As plataformas e-commerce, por sua vez, têm mensalidades mais em conta e são mais fáceis de serem manuseadas por quem não está acostumado a lidar com sites.


Depois, você só precisa registrar o seu domínio, que é o nome do seu site na internet, feito isso, podemos partir para a próxima etapa.


Escolher um bom fornecedor


Seu fornecedor precisa estar alinhado com os princípios da sua empresa, assim, é possível construir um bom relacionamento com ele e garantir uma boa base para o seu e-commerce.


Para escolher um bom fornecedor, veja qual modelo de negócio você vai investir. Existem dois tipos, sendo o tradicional, onde você tem o próprio estoque; ou o dropshipping, em que o fornecedor envia as mercadorias direto para o cliente.


Depois de definir seu modelo, uma gráfica de banner promocional virtual pesquisa bons fornecedores na internet ou pede indicações para empresas confiáveis de seu mesmo nicho.

Agora, se você já tem uma loja virtual e já passou por todos esses processos, mas deseja melhorá-la, temos algumas dicas para você também. Confira o próximo tópico!


Dicas para melhorar sua loja virtual


O desempenho e até mesmo os lucros da sua plataforma vão depender de algumas melhorias simples que podem ser feitas. Entre os principais e mais conhecidos pontos, separamos os seguintes:


Padronizar a comunicação da página


Assim como em uma empresa física a sinalização de segurança precisa ser feita com cuidado, a comunicação em uma loja online também deve ser bem elaborada.


Veja se o menu está sempre posicionado no mesmo lugar, contendo os mesmos ícones com nomes bem definidos. Evite trocá-los de lugar com frequência e não mude constantemente a cor do layout, porque isso pode confundir o usuário.


Fazer testes com usuários reais


A melhor forma de saber se a sua loja virtual está funcionando bem é pedir para alguém testá-la. Escolha uma pessoa de sua confiança, como um parente ou um amigo, mas se lembre de que não pode ser alguém que participou da montagem do site.


Peça para a pessoa navegar pelas páginas de sua empresa de totem, por exemplo, e dar um feedback. Para que o retorno seja ainda mais construtivo, escolha alguém com as mesmas características de seu público-alvo.


Manter o cliente informado


Independentemente de o usuário ter comprado um produto, preenchido um cadastro ou enviado um e-mail, é fundamental que ele receba algum tipo de confirmação de sua ação.

Uma das melhores formas de fazer isso é enviando um e-mail de confirmação, para que a pessoa se sinta segura em relação a compras, pagamentos, envios de mensagens, dentre outras práticas.


Não exagerar nos elementos gráficos


Assim como você preza por um sistema para gerenciamento de loja simples e fácil de usar, seus clientes também desejam encontrar um site intuitivo e limpo.

Evite figurinhas que pulam o tempo todo e prejudicam o visual da página, além de feias, elas demoram a carregar e incomodam o visitante.


Também evite sobrecarregar a sua loja com muitas cores. Use apenas aquelas que correspondam ao seu logo e à identidade da marca. As variações podem ser aplicadas apenas em páginas promocionais, como as landing pages.


Conclusão


Ter o seu negócio online é muito simples e depende mais da sua capacidade de administração do que de investimentos financeiros.


De qualquer forma, é uma excelente oportunidade de investimento e de ter a sua própria empresa. Mesmo que de início você pretenda apenas conquistar uma renda extra, ao longo do tempo, sua loja virtual pode crescer e se tornar sua principal fonte.


Seguindo nossas dicas, você consegue criar ou melhorar sua plataforma de vendas, tornando-a mais agradável e prática para os usuários, aumentando os lucros para você.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo