top of page

Loja virtual: 5 ferramentas para vender mais

É certo dizer que, atualmente, ter uma loja virtual, ou uma presença digital, é extremamente comum entre os empresários.


A internet é hoje o principal espaço que os donos de negócio têm, onde eles conseguem aumentar o alcance da sua marca ou empresa e, além disso, divulgar seus produtos de forma que o público comece a se interessar ao ponto de, finalmente, comprá-los.


Quando falamos de loja virtual, também estamos nos referindo ao e-commerce, afinal, ambos são termos que definem a prática de usar a internet como um espaço para divulgar a sua respectiva loja e produtos.


Em outras palavras, o e-commerce é uma expansão de um negócio físico, com fachada com letra caixa e todas estruturas tradicionais de uma unidade física bem consolidada.


Para entender melhor o nível de popularidade que a internet conseguiu com os empresários, basta observar a diversidade de lojas virtuais.


Outro fato bastante comum é que através dos vários tipos de e-commerce, o público acaba tendo várias opções de compra. Contudo, é possível perceber que os negócios vão desde lojas de escada metálica, até pessoas que trabalham com fotografias.


Por ser um espaço em que os empresários estão usando cada vez mais para aumentar os seus lucros, vale a pena fazer pesquisas bem específicas sobre o produto em que procura, para que não acabe sendo direcionado para um site aleatório.


Um dos motivos pelas lojas virtuais estarem em grande ascensão, é o fato de se tornarem, para algumas pessoas, a opção mais viável na hora de realizar algumas compras.


A preferência acontece por dois motivos determinantes, que é o preço e a comodidade de comprar no lugar que quiser.


Ou seja, atualmente podemos ter acesso a várias informações na internet, basta pesquisar por “venda de climatizadores”, por exemplo, que o lojista terá acesso às principais empresas do ramo.


Com isso, não fica difícil notar que, para os empresários, ter um e-commerce é uma ótima maneira de expandir o seu negócio físico, ou até mesmo iniciar no mercado de trabalho sem precisar ter um investimento alto.


Em certos casos, como trabalhar com manutenção em condomínios, por exemplo, é extremamente importante ter uma presença digital para conseguir uma base de clientes.


No mais, qual o real significado de uma loja virtual? Do que realmente se trata ter um negócio dedicado para as plataformas digitais? Entenda melhor o conceito de possuir um e-commerce agora.

O que é uma loja virtual?

Resumidamente, uma loja virtual é um tipo de site que permite ao usuário vender produtos ou serviços através da internet. Todos os processos ocorrem totalmente através dos navegadores, que possuem algumas ferramentas que conseguem facilitar as vendas, monitorando pedidos e pagamentos.


Podemos exemplificar melhor o conceito de loja virtual, comparando-a com um carro. Como sabemos, um veículo precisa de vários sistemas integrados para garantir o melhor funcionamento.


Já o e-commerce precisa da hospedagem de sites, que tem a responsabilidade de ser o suporte e manter a página em funcionamento.


Ter uma hospedagem para a sua loja virtual é ter também um domínio que, em outras palavras, é o endereço do seu site. Para um veículo, é como se fosse a sua placa de identificação.


O domínio é também, uma maneira de saber que aquele site pertence a um proprietário, assim como o documento de compra e venda emitido pelas autoridades de trânsito.


É necessário, ainda, ter outros recursos para fazer com que o site funcione normalmente. Atualmente, existem várias plataformas de e-commerce que já oferecem todas as ferramentas necessárias para gerenciar uma loja virtual.


É como se fosse um sistema de áudio e vídeo, onde o gestor precisa saber lidar com todas as opções para garantir que a reprodução das imagens e dos áudios fluam naturalmente.


Essas plataformas possuem uma interface simples de mexer, que serve justamente para facilitar a vida dos empresários. Geralmente, os templates já ficam definidos para que produtos, pedidos e pagamentos possam ser cadastrados rapidamente.


Entendendo o significado de uma loja virtual, fica fácil entender quais são as maneiras que o e-commerce funciona.

Como funciona o e-commerce

Novamente, usaremos um carro para entender melhor o funcionamento de uma loja virtual. Imagine que, cada venda realizada seja um combustível para o seu veículo. O usuário, ao clicar em “comprar”, é como girar a chave de ignição. Ou seja, ele dá a “partida”, até fazer o combustível percorrer para o motor.


O processo para a loja virtual é baseado no momento em que a venda é capturada pelo sistema de pagamento e antifraude, e em seguida, segue para o sistema que gera a nota fiscal e informa aos responsáveis que o produto precisa ser separado.


Por fim, a mercadoria segue para ser empacotada pelos operadores até que, finalmente, chega para o cliente. Em outros casos, é preciso ter um tempo maior para a produção, como as empresas que trabalham com brindes personalizados para comprar.


Dependendo da plataforma usada pelo lojista, é capaz de ter todo um monitoramento nas vendas realizadas. Na prática, trata-se de um painel de controle que mostra todo o processo da venda e rastreio do produto.


Sistemas que são capazes de mostrar ao empresário como estão indo os processos de venda e despacho da mercadoria é, por sua vez, semelhante ao painel de um carro, onde é avisado ao condutor que é necessário abastecer o veículo.


Agora, após contextualizar todo o conceito de loja virtual e como é o seu funcionamento, há ferramentas que você pode implementar no seu e-commerce para obter resultados melhores.

5 ferramentas para vender mais

Como sabemos, a tecnologia se tornou uma grande aliada para os humanos. O seu objetivo principal, como todos sabem, é ajudar e otimizar certos processos que, antes, eram realizados manualmente.


É preciso entender que ter uma loja virtual não significa que o sucesso será absoluto. Lidamos com um mercado cada vez mais competitivo, portanto, é obrigatório se destacar das demais lojas para conseguir a atenção do cliente.


Ou seja, não basta ser apenas uma empresa que trabalha com impressora colorida para alugar, é preciso ter conhecimento das principais tendências do marketing e tecnologia para ser a melhor organização do ramo.


Nesse contexto, basta investir nas principais ferramentas para e-commerce que farão você acompanhar a tecnologia e, automaticamente, o seu negócio digital será diferente dos demais.

1. Enviou

No mundo digital, vale a pena investir em ferramentas que são capazes de otimizar e dar mais agilidade para os processos operacionais da sua loja. A proposta do Enviou é justamente essa, tornar o dia a dia mais fácil.


Essa ferramenta é um conjunto de recursos ligados ao e-mail marketing, capaz de comunicar carrinhos de compras abandonados e cobranças de boleto. De certa forma, o Enviou trabalha na parte de:


  • Manter o cliente com a loja virtual;

  • Induzi-lo a finalizar a compra;

  • Comunicar novas campanhas;

  • Agilizar o processo de venda.


Ter um sistema que trabalha sozinho nas etapas acima é uma otimização de tempo que o gestor responsável terá.

2. Troque Fácil

Para garantir que um cliente compra novamente com você, é extremamente importante trabalhar o pós-venda. O Troque Fácil é uma ferramenta dedicada a essa parte, automatizando os processos depois da venda, reduzindo custos operacionais e fidelizando os clientes.


Geralmente, o Toque Fácil tem o objetivo principal de atuar nas trocas de produtos, tornando o processo fácil de ser feito, evitando a indesejável burocracia.


Com isso, empresas que trabalham com necessaires personalizadas, por exemplo, conseguem perder menos tempo com as trocas de produto.


3. OmniChat

Outra ferramenta bastante utilizada para otimizar as atividades de rotina de uma loja virtual, é o OmniChat, que é uma plataforma que profissionaliza as vendas pelo WhatsApp, possibilitando vários canais de comunicação do cliente com a loja.


Com o OmniChat, os pagamentos podem ser feitos através do WhatsApp, ou por aplicativo de chat. Além disso, catálogos e todas as informações referente ao seu e-commerce podem estar integradas nas conversas.


4. SmartHint

Tornar o processo de compra mais rápido e seguro é uma ótima maneira de fazer com que o cliente prefira os seus serviços.


No caso, essa é a proposta do SmartHint, que é um sistema de busca inteligente, onde o objetivo principal é melhorar a experiência de compra dos clientes através da personalização.


5. Polen

Finalizando, outro caminho a ser traçado para fidelizar o cliente é mostrar empatia e compromisso social. O Polen, por sua vez, é uma fintech que usa tecnologias para conectar a loja virtual para as principais causas sociais.


No mundo dos negócios, é de suma importância que a empresa ou loja virtual, saiba abraçar causas sociais para mostrar que, de certa forma, ela também possui o seu lado humano com valores.


Pois bem, isso acaba criando uma conexão com o público-alvo, e essa ferramenta conecta a loja com os principais temas sociais.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.









4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page